terça-feira, 14 de julho de 2009

«ROYAL OAK»


Este navio era já um antiquado couraçado da marinha real britânica quando, a 14 de Outubro de 1939 (logo no início da Segunda Guerra Mundial), foi afundado, na base protegida de Scapa Flow, pelo submarino U-47. A notícia deste feito surpreendeu o mundo inteiro e provocou enormes manifestações de regozijo na Alemanha. Que colocou, de imediato, no altar dos seus maiores heróis o capitão submarinista Günther Prien, o autor da façanha. Já no Reino Unido o acontecimento suscitou um enorme pesar. E não só pelo vexame infligido à marinha de Sua Majestade. Com efeito, no torpedeamento do «Royal Oak» morreram o contra-almirante Balgrove e 832 marinheiros.

Sem comentários:

Publicar um comentário