quinta-feira, 16 de julho de 2009

«GRANMA»


Pequena embarcação de recreio adquirida (a uma empresa dos E.U.A.) pelo Movimento do 26 de Julho, constituído por revolucionários cubanos exilados no México em meados dos anos 50 (do século XX). Entre esses homens figuravam Fidel e Raul Castro, Camilo Cienfuegos, Juan Almeida e o médico argentino Ernesto Guevara. O «Granma» (apodo carinhoso de avó, nos 'states') era um iate a motor com uma lotação bastante limitada. Mede 13,25 metros de comprimento por 4,76 metros de boca e deslocava 55 toneladas. Pôde, apesar das suas limitações, transportar até Cuba 82 opositores ao regime ditatorial de Fulgencio Baptista. Depois do triunfo dos famosos 'barbudos' de Fidel, o «Granma» tornou-se num dos símbolos maiores do movimento castrista. Está exposto em Havana, num anexo do Museu da Revolução : o chamado Memorial «Granma».

Sem comentários:

Publicar um comentário