quinta-feira, 23 de julho de 2009

«PORTUGAL»


Paquete francês da companhia marselhesa Messageries Maritimes. Foi construído nos estaleiros navais de La Ciotat e lançado à água no dia 27 de Julho de 1886. Deslocava cerca de 8 000 toneladas, media 140 m de comprimento por 14 de boca e podia atingir a velocidade de 16 nós. Assegurou uma linha regular entre Marselha e La Plata, Argentina, durante dois anos (1887-1889). Fez um cruzeiro à Grécia em 1896, com passageiros que foram assistir às provas dos primeiros Jogos Olímpicos da era moderna. Passou, depois, a navegar nas rotas de Alexandria e do mar Negro. Em Outubro de 1914 o paquete ficou bloqueado neste mar, em consequência do bloqueio dos estreitos decretado pelo governo turco. O «Portugal» foi bombardeado por canhoneiras da armada otomana quando, no início da Grande Guerra (29/10/1914), se encontrava fundeado no porto de Odessa. Foi então colocado pelo seu armador (com o consentimento do governo gaulês) ao dispor das autoridades russas; que o transformaram em navio-hospital, devidamente declarado junto das instâncias internacionais, que garantem um estatuto de não-beligerância a este tipo de unidades. Apesar disso, o antigo paquete (que fora totalmente pintado de branco e ostentava as cruzes vermelhas da praxe) foi torpedeado -no dia 30 de Março de 1916, perto de Batum- pelo submarino alemão U-35. O navio «Portugal» partiu-se em dois e afundou-se em menos de 2 minutos. A bordo morreram 115 pessoas : 19 membros de equipagem (todos eles de nacionalidade francesa) e 96 passageiros russos, muitos deles ligados ao corpo sanitário em função no navio.

Sem comentários:

Publicar um comentário