segunda-feira, 20 de julho de 2009

«MOSKVA»


Cruzador anti-submarino (designação das armadas sovieto-russas) construído pelo arsenal Nikolaiev, no mar Negro. Operacional desde 1965. Foi o primeiro porta-helicópteros da marinha vermelha e está vocacionado para a detecção e destruição dos submersíveis atómicos da NATO, seus potenciais adversários. Distingue-se (tal como o seu irmão gémeo «Leningrad», já desactivado) pela sua volumosa superestrutura central (situada a meia nau) e pela sua vasta pista de operações aéreas, que ocupa toda a rectaguarda do navio. Além dos 'hélis' (Kamov), o «Moskva» também acolhe aviões com características ADAV/VTOL (Yak-36). É um navio extremamente rápido, já que a sua velocidade máxima pode ultrapassar os 30 nós. A sua guarnição ascende a 800 homens. O seu armamento é importante e diversificado : rampas de mísseis anti-submarinos e contra navios de superfícies, canhões (4 de 57 mm), lança granadas de profundidade, lança-torpedos, etc, além daquele que podem transportar os seus meios aéreos. Importante : não confundir esta unidade com uma sua homónima, que é, actualmente, o navio-almirante da esquadra russa do mar Negro, o cruzador lança-mísseis «Moskva», um navio da classe 'slava'.

Sem comentários:

Publicar um comentário