quinta-feira, 16 de julho de 2009

«SANTÍSSIMO SACRAMENTO»


Galeão português do século XVII. Foi construído na cidade do Porto em 1667 e utilizado na defesa da costa portuguesa contra os piratas de Argel. Que temiam o poder de fogo deste navio armado com 60 canhões. Em Fevereiro de 1668, às ordens do general Francisco Correia da Silva, o «Santíssimo Sacramento» foi o navio-almirante da escolta de uma frota de 50 velas, que a Companhia Geral do Comércio do Brasil levava para essa nossa colónia da America do sul. No dia 5 de Maio desse mesmo ano o galeão -que transportava entre 400 e 600 passageiros- perdeu-se, por encalhe, nos baixios de Santo António, junto à costa baiana. Os socorros enviados da cidade do Salvador chegaram tarde ao local do desastre e apenas para poderem constatar a destruição completa do navio e a morte da maioria dos seus ocupantes. O drama do «Santíssimo Sacramento» esteve esquecido durante muito tempo. Os seus restos foram redescobertos nos anos 70 (do século passado) e pilhados. A marinha de guerra do Brasil acabou por se interessar pelo assunto e passou a proteger os despojos do «Santíssimo». Esse ramo das forças armadas tem organizado expedições ao sítio do naufrágio e recolhido um número importante de artefactos : canhões, munições, instrumentos de navegação, moedas, peças de porcelana, etc.

Sem comentários:

Publicar um comentário