quinta-feira, 23 de julho de 2009

«EREBUS»


O seu nome anda associado ao do «Terror», pelo facto de ambos terem participado na famosa expedição à Antárctida de James Clark Ross. E também por ambos se terem perdido nos gelos do Árctico (em 1845, aquando da trágica expedição de John Franklin), em circunstâncias que nunca foram inteiramente esclarecidas. O «Erebus», que deu o seu nome a um vulcão da ilha de Ross, pertencia (como o «Terror») à marinha real britânica. Fora lançado à água em 1826. Era um navio de 370 toneladas e, na fase final da sua existência, de propulsão mista (vela/vapor), já que um motor de 20 cv lhe fora adaptado antes de partir com Franklin para o Árctico. O seu casco também havia sido chapeado em previsão da sua derradeira missão.

Sem comentários:

Publicar um comentário