quarta-feira, 22 de julho de 2009

«COMANDANTE ROBERTO IVENS»


Fragata da Armada Portuguesa construída em França, nos estaleiros de Nantes. Pertencia à classe 'Commandant Rivière' ('Comandante João Belo' em Portugal) e era uma unidade que deslocava 2 230 toneladas em plena carga. As suas dimensões eram as seguintes : 102,80 m de comprimento; 11,60 m de boca; 4,42 m de calado. A sua velocidade máxima excedia os 26 nós. O armamento principal do navio era constituído por 3 reparos simples de peças de 100 mm; por 2 peças AA de 40 mm e por equipamento de luta antisubmarina (1 morteiro quadrúplo de 305 mm e 3 tubos lança-torpedos). Da sua guarnição normal faziam parte 14 oficiais, 29 sargentos e 154 praças. A «Comandante Roberto Ivens» exerceu funções de escoltador oceânico e podia receber a bordo, se necessário, um helicóptero. Incorporada na marinha de guerra portuguesa em 23 de Novembro de 1968, este navio ainda chegou a realizar viagens ao ultramar. Quando esteve integrada na Força Naval Operacional do Continente, participou em manobras nacionais e internacionais e fez várias visitas de cortesia a portos estrangeiros. Foi riscada das listas da Armada (após 30 anos de serviço activo) no ano de 1998.

Sem comentários:

Publicar um comentário