quinta-feira, 16 de julho de 2009

«AURORA»


Cruzador da marinha imperial russa, pertencente à classe 'Diana'. Foi construído nos estaleiros militares de São Petersburgo e lançado à água no dia 24 de Maio de 1900. É um dos sobreviventes da batalha russo-japonesa de Tsushima (1905). Depois da derrota russa, o «Aurora» refugiou-se em Manilha (Filipinas), regressando ao mar Báltico no decorrer do ano de 1906. Ainda chegou a combater durante a Grande Guerra, mas retirou-se da luta contra a Alemanha, quando um comitê revolucionário, afecto à causa dos bolcheviques, foi criado a bordo e contou com a adesão quase total dos seus marinheiros. Em 25 de Outubro de 1917 (7 de Novembro, segundo o calendário russo) entrava na História ao disparar uma salva sobre o Palácio de Inverno, dando assim início à chamada Revolução de Outubro. Em 1922, este cruzador foi transformado em navio de treino. Aquando da invasão nazi (1941) os velhos canhões do «Aurora» foram-lhe retirados, para servirem de baterias terrestres no dispositivo de defesa da cidade de Leninegrado. Depois da vitória da União Soviética, o cruzador foi carinhosamente restaurado e ancorado no rio Neva; onde ainda hoje se encontra exposto à curiosidade dps turistas nacionais e estrangeiros. Já recebeu a visita de perto de 30 milhões de pessoas.

Sem comentários:

Publicar um comentário