quinta-feira, 16 de julho de 2009

«LACONIA»


Paquete britânico da Cunard (de Liverpool) que começou a operar na linha de Nova Iorque no início dos anos 20. Quando rebentou a guerra de 1939-1945, o «Laconia» foi mobilizado pelos militares e transformado, sucessivamente, em cruzador-auxiliar e em trasporte de tropas. Em 12 de Setembro de 1942 o paquete encontrava-se no Atlântico, a umas 60 milhas ao sul dos Açores, quando foi avistado pelo submarino alemão U-156, que o torpedeou. Nessa viagem o «Laconia» levava a bordo 2 732 passageiros, dos quais 1 800 eram prisioneiros de guerra italianos. Quando se apercebeu da situação, o capitão Hartenstein do submersível agressor, fez saber que se iria abster de atacar os navios aliados que aceitassem socorrer os náufragos. Mas, aquando da operação de resgate dos desgraçados, que pejavam o oceano, um avião 'Liberator' metralhou o dispositivo de salvamento, que também compreendia vários submarinos do Eixo. O almirante Doenitz emitiu, então, a sua famosa 'Ordem Laconia', que proibia, terminantemente, aos seus submersíveis de se interessarem pela sorte dos náufragos dos navios torpedeados.

Sem comentários:

Publicar um comentário