terça-feira, 28 de julho de 2009

«YERMAK»


Quebra-gelos russo construído, em 1898, nos estaleiros britânicos da firma Armstrong Whitworth, de Low Walker (Newcastle-upon-Tyne). A supervisão dos trabalhos do navio foi feita pelo almirante Makarov, da marinha imperial. Na sua primeiríssima viagem (1899), que o conduziu às ilhas Spitzberg, o «Yermak» atingiu 81º 21' de latitude Norte e demonstrou ser capaz de quebrar gelos com 2 m de espessura. No dia 6 de Fevereiro de 1900, quando viajava a bordo do «Yermak», o famoso físico russo Alexandre Popov conseguiu estabelecer a primeira comunicação via rádio entre Kotka e a ilha Hogland. O navio esteve algum tempo no Báltico antes de ser transferido para os mares polares e de actuar entre os portos de Murmansk e de Vladivostok. A sua missão consistia em manter aberta a rota marítima que liga a Rússia europeia à Sibéria oriental e ao oceano Pacífico. O «Yermak», que era um navio de 97,55 metros de comprimento, deslocando um pouco mais de 8 700 toneladas, foi retirado do serviço activo em 1964; quando era já o mais antigo navio do mundo do seu tipo. As autoridades soviéticas deram o seu nome a uma ilha do arquipélago Nordenskjold.

Sem comentários:

Publicar um comentário