segunda-feira, 20 de julho de 2009

«BÉARN»


Foi o primeiro porta-aviões a integrar os efectivos da marinha de guerra francesa. Foi construído pelos Chantiers de la Méditerranée, de La Seyne-sur-Mer, a partir do casco de um couraçado da classe 'Normandie'. Apesar de ter sido lançado à água em 1920, só sete anos mais tarde se tornou operacional. Serviu na frota do Mediterrâneo, cumprindo várias missões em águas marroquinas. Durante a Segunda Guerra Mundial, para escapar ao governo colaboracionista de Vichy, refugiou-se nas Antilhas e na América do norte; sofrendo modificações importantes num estaleiro dos Estados Unidos. Foi retirado do serviço activo em 1967 e vendido como ferro velho.

Sem comentários:

Publicar um comentário