terça-feira, 14 de julho de 2009

«SAGRES»


Antigo navio-escola da Armada Portuguesa. É um veleiro de três mastros, construído na Alemanha, ao qual foi inicialmente atribuído o nome de «Rickmer Rickmers». Operou durante algum tempo na chamada Rota do Algodão, fazendo transportes entre a Austrália e a Europa. Com o nome de «Max», foi apresado no Tejo (a 23/02/1916)pelas autoridades portuguesas. Já com a bandeira verde-rubra e com o nome de «Flores», serviu como navio de transporte de mercadorias diversas; até que, em 1924, foi acrescentado ao efectivo da nossa Armada, que lhe atribuíu o novo nome de «Sagres» e a classificação de navio-escola. Nessa condição e durante 36 longos anos, formou centenas de oficiais para a nossa marinha de guerra e deu o equivalente a dez voltas ao mundo. Facilmente identificável -tanto em Portugal como no estrangeiro- graças às suas velas decoradas com a Cruz de Cristo, o veleiro «Sagres» foi retirado do serviço activo, mas conservado na base do Alfeite como navio-depósito «Santo André». Bastante maltratado pelo tempo e pela falta de cuidados, o navio foi entregue (em Abril de 1983) à associação Windjammer für Hamburg, que o recuperou totalmente. Hoje, outra vez com o seu nome de nascimento («Rickmer Rickmers») e o seu aspecto original, encontra-se atracado no porto de Hamburgo, onde é visitado anualmente por muitos milhares de amantes da história naval e por simples turistas, atraídos bela sua beleza.

Sem comentários:

Publicar um comentário