terça-feira, 14 de julho de 2009

«MARY CELESTE»


Este navio é um dos mais enigmáticos de toda a história da navegação. Tendo zarpado de Nova Iorque para Génova, em data do 7 de Novembro de 1872, com um carregamento de álcool, foi encontrado à deriva (entre os Açores e a costa de Portugal continental) um mês mais tarde pelo «Dei Gratia». O navio encontrava-se em boas condições de navegabilidade, mas todos os seus ocupantes (8 homens, 1 mulher e 1 menina) haviam, inexplicavelmente, desaparecido. A carga estava intacta, mas alguns instrumentos de bordo e certos documentos já não se encontravam no veleiro. No diário de bordo fora anotada uma última informação (sem relevãncia) na data de 25 de Novembro. O misterioso «Mary Celeste» (que se chamara, sucessivamente, «Amazon» e «Mary Sellars») já tinha fama, antes deste incidente, de navio amaldiçoado.

Sem comentários:

Publicar um comentário