terça-feira, 14 de julho de 2009

«GIL EANNES»


Era o antigo «Lahneck», um dos muitos navios alemães refugiados em portos portugueses após a eclosão da Grande Guerra e confiscados pelas autoridades lusas em 23 de Fevereiro de 1916. Foi construído em 1914 nos estaleiros de Geestmunde (Alemanha) para o armador D.D.G. Hansa, de Bremen. Logo após o seu apresamento, este navio foi colocado ao serviço dos Transportes Marítimos do Estado (T.M.E.) e integrado, pouco tempo depois, na Armada Portuguesa como cruzador-auxiliar. Em 1927 foi transformado em navio-hospital, para poder dar assistência sanitária aos pescadores de bacalhau operando nos grandes bancos da Terra Nova e da Groenlândia. Foi desactivado a 5 de Outubro de 1954, após ter completado 40 anos de vida e 27 de missões humanitárias da maior importância. A sua carcaça foi vendida em leilão como simples sucata.

1 comentário:

  1. Boas
    Este navio é hoje um navio museu, pertence à Fundação Gil Eannes e está ancorado nas docas de Viana do Castelo onde por uma modica quantia pode ser visitado.
    Segundo consta, requer confirmação, está a ser remodelado para ser uma pousada de Juventude.

    ResponderEliminar