sábado, 1 de agosto de 2009

«KON-TIKI»


Jangada construída com troncos de balsa da floresta peruana, com a qual o explorador norueguês Thor Heyerdahl empreendeu -em 1947- uma aventurosa viagem, que o conduziu (a ele e a mais cinco companheiros) de Callao até ao atoll de Raroia, na Polinésia. A navegação durou 101 dias, durante os quais a «Kon-Tiki» e a sua tripulação percorreram perto de 8 000 km. Thor Heyerdahl quis provar, com esta sua expedição, que uma embarcação daquela natureza podia perfeitamente realizar tão longa e tão árdua viagem e que certos arquipélagos do oceano Pacífico (mesmo os mais longínquos) poderiam ter sido visitados por povos pré-columbinos da América do sul. A jangada «Kon-Tiki» é, como se adivinha, uma embarcação rudimentar, na construção da qual não se usaram pregos ou quaisquer outros sustentáculos metálicos; apenas cordas e atilhos produzidos com materiais (e meios) ao alcance dos indígenas do Perú de antes da chegada dos europeus à sua terra. A «Kon-Tiki» está exposta num museu de Bygdoy, perto de Oslo.

Sem comentários:

Publicar um comentário