sexta-feira, 7 de agosto de 2009

«PREUSSEN»


Veleiro alemão de casco de aço e cinco mastros, que foi um dos maiores e mais velozes jamais realizados. Foi construído nos estaleiros J. C. Tecklenberg, de Geestmunde (Alemanha), para o famoso armador hamburguês F. Laeisz. Foi lançado à água em 7 de Maio de 1902 e iniciou a sua viagem inaugural (até ao porto fosfateiro de Iquique, no Chile) dois meses mais tarde. Media 147 metros de comprimento fora a fora por 16,40 metros de boca e podia deslocar, em plena carga, mais de 11 000 toneladas. A sua equipagem oscilava entre os 40 e 50 homens. Aparelhava em galera, podendo içar 47 velas, que -com os seus 6 800 m2 de superfície total- lhe conferiam uma velocidade máxima da ordem dos 19 nós. Não tinha motor auxiliar. Tão impressionante como o «Preussen» só, talvez, o mastodôntico «Thomas W. Lawson», um navio de sete mastros (aparelhado em lugre), construído, também ele, em 1902, para um armador de Boston. Em Novembro de 1910, o «Preussen» foi violentamente abalroado pelo vapor «Brighton» (da carreira Dieppe-Newhaven) e desviou da sua rota para ir reparar as avarias em Portsmouth ou Dover. Mas o gigantesco veleiro alemão não pôde chegar ao seu destino, acabando por se esventrar contra os rochedos de Crab Bay (na costa do sul de Inglaterra), onde se perdeu. A sua tripulação salvou-se, assim como parte do seu carregamento... de pianos. Uma cópia do «Preussen» -o «Royal Clipper»- foi realizada em finais dos anos 90 para a companhia de cruzeiros turísticos de luxo Star Clippers. Curiosamente, este navio arvora pavilhão luxemburguês.

Sem comentários:

Publicar um comentário