sexta-feira, 28 de agosto de 2009

«CISNE BRANCO»


Desenhado no gabinete de arquitectos navais de Gerard Dijkstra, o navio-escola «Cisne Branco» foi lançado à água em 1999 pelos estaleiros holandeses que o construiram : Damen Orajewerf, de Amsterdão. Foi entregue à armada do Brasil no ano seguinte, quando se celebravam nesse país lusófono da América do sul os 500 anos da chagada de Pedro Álvares Cabral a terras de Vera Cruz. O veleiro, um três mastros galera, mede 76 metros de comprimento por 10,60 metros de boca. Desloca 1 038 toneladas, em plena carga, e o seu calado é de 4,80 metros. O sistema propulsor do navio compreende um motor auxiliar e 31 velas correspondendo a 2 195 m2 de superfície. A velocidade máxima do veleiro ultrapassa os 15 nós. Transporta uma tripulação de 22 membros e pode acolher meia centena de cadetes. O seu porto de abrigo é o do Rio de Janeiro. Além de estar vocacionado para formar futuros oficiais, o «Cisne Branco» deve, igualmente, cumprir a missão de embaixador itinerante do Brasil e participar nos grandes acontecimentos náuticos nacionais e internacionais, susceptíveis de aproximar a sociedade civil da instituição militar.

Sem comentários:

Publicar um comentário