quarta-feira, 12 de agosto de 2009

«KIEV»


Foi o primeiro porta-aeronaves da marinha soviética com pista corrida. A sua classe comportou três outras unidades idênticas ou muito semelhantes : o «Minsk», o «Novorossysk» e o «Kharkov». Construído em 1972 no estaleiro nº 444 de Nikolaiev, no mar Negro, o «Kiev» tornou-se operacional em Setembro de 1975. Podia receber a bordo e lançar em operações 12 aviões Yak 36MP, com características ADAV (VTOL), e 18 helicópteros Kamov Ka-25. Este navio com 273 m de comprimento, 32,60 m de boca e 43 000 toneladas de deslocamento (em plena carga) estava, por outro lado, armado com mísseis (mais de uma centena e meia) de vários tipos, além de peças de artilharia convencional. O «Kiev», que podia deslocar-se à velocidade máxima de 32 nós, tinha uma guarnição de 1 200 homens. Dispunha dos mais aperfeiçoados sistemas de detecção (radares, sonares) da época. Com o colapso da U.R.S.S. (e a consequente falta de verba), este porta-aeronaves foi cedido à armada da União Indiana, que o vendeu, por sua vez, à China. As últimas notícias assinalam a sua presença em Tajin (China), onde o navio estaria a ser convertido em local de diversões.

Sem comentários:

Publicar um comentário