quarta-feira, 12 de agosto de 2009

«LABRADOR»


Lugre-motor português, de três mastros e casco de madeira, que efectuou várias campanhas de pesca longínqua nos grandes bancos do Canadá e da Groenlândia. Era propriedade da Sociedade Lisbonense da Pesca do Bacalhau, Lda.. Foi construído em 1919 pelos estaleiros dinamarqueses da firma Korsor Skibsvaerft e usou, sucessivamente, os nomes de «Skjold» e de «Lydia», antes de passar a arvorar, em 1935, bandeira portuguesa. Media 42 metros de comprimento e deslocava 307 toneladas. A sua equipagem normal era constituída por 41 homens. Em finais do mês de Maio de 1942, quando se encontrava sob o mando do capitão Simões Picado, viu-se involuntariamente envolvido pelos navios de um comboio aliado e foi abalroado por um cargueiro; que lhe causou danos importantes sem conseguir, contudo, afundá-lo ou impedi-lo de realizar a sua faina normal de pesca ao bacalhau. Foi no final dessa campanha, no dia 12 de Setembro, quando o navio já havia empreendido a sua viagem de regresso a Portugal, que o «Labrador» se tornou famoso, ao socorrer e salvar os 54 náufragos do infortunado «Delães», o seu congénere afundado a tiros de peça pelo submarino alemão «U-96». O «Labrador» naufragou em 1958 na zona pesqueira de Virgin Rocks (Terra Nova), na sequência de um incêndio que se declarou a bordo e que a sua tripulação não pôde extinguir.

Sem comentários:

Publicar um comentário