domingo, 16 de agosto de 2009

«CENTRAL AMERICA»


Este navio movido por rodas laterais (acionadas pela energia fornecida por uma caldeira a vapor) e por um adicional sistema vélico, chamou-se -quando foi lançado à água no dia 28 de Outubro de 1852- «George Law». Foi construído pelos estaleiros novaiorquinos de William H. Webb para a casa armadora United States Mail Steamship Company. Em 1857 mudou de proprietário e de identidade, e foi com o nome de «Central America» que se tornou tristemente célebre. A 3 de Setembro desse mesmo ano de 1857, o navio zarpou do porto panamenho de Colón com destino a Nova Iorque. Encontrava-se, então, sob a autoridade do capitão William L. Herndon e transportava, além de 101 membros de equipagem, 477 passageiros. No seu bojo carregava, também, cerca de 15 toneladas de ouro, provenientes das minas da Califórnia. Depois de ter feito uma breve escala em Havana (Cuba), o «Central America» retomou a sua rota normal, para norte; mas -no dia 9 de Setembro- foi surpreendido, ao largo das costas da Carolina, por ventos ciclónicos de uma tal violência (165 km/h), que o avariaram seriamente, antes de o afundar. Grande parte das pessoas que viajavam a bordo do 'navio do ouro', como ficou conhecido, pereceu no naufrágio. Depois de, já no século XX, os seus restos terem sido localizados e identificados, várias tentativas para recuperar o tesouro foram feitas. Até que, no dia 27 de Setembro de 1988, meios técnicos muito sofisticados permitiram, finalmente, trazer à superfície parte substancial do ouro carregado pelo «Central America». Uma fortuna !

Sem comentários:

Publicar um comentário