quarta-feira, 12 de agosto de 2009

«THOMAS W. LAWSON»


Foi o único veleiro de sete mastros jamais construído. Aparelhava em lugre e a sua superfície vélica excedia os 4 000 m2. O comprimento fora a fora do navio era de 144 metros e a boca de 15,25 metros. Deslocava mais de 10 800 toneladas e podia atingir a velocidade de 14 nós. Era tripulado por cerca de 20 homens. O «Thomas W. Lawson» foi construído em 1902 em Quincy, Massachusetts (E.U.A.), nos estaleiros da Fore River Ship & Engine Building Cº, para a casa armadora bostoniana Coastwise Transportation Cº, de John G. Crowley. Este gigantesco veleiro foi, sobretudo, utilizado no transporte de carvão entre Boston e vários outros portos da costa atlântica dos 'states'. O seu primeiro capitão foi Arthur L. Cowley, irmão do proprietário. Em 1907, o «Thomas W. Lawson» mudou de poiso e de actividade, passando a transportar barris de petróleo do Texas para os portos situados junto à fronteira canadiana. Na noite de 13 para 14 de Dezembro de 1907, quando estava quase a finalizar a sua primeira travessia do oceano Atlântico, este singular veleiro -então às ordens do capitão George W. Dow- arrostou uma violenta tempestade e naufragou ao largo das ilhas Scilly. O «Lawson» levava no seu bojo 58 000 barris de 'ouro negro'. À tragédia apenas sobreviveram o seu comandante e um outro tripulante de apelido Rowe.

Sem comentários:

Publicar um comentário