sexta-feira, 18 de janeiro de 2019

«ROUMANIA»


Navio de bandeira britânica , construído em 1881 nos estaleiros Henderson D. & W.  & Cº Ltd., de Meadowside (G.B). De propulsão mista (vapor/velas), o «Roumania» hasteava as cores do consórcio Anchor Line/Henderson Bros.; que o colocou no serviço de passageiros e carga entre Liverpool e Bombaim. Esta unidade da marinha mercante apresentava uma arqueação bruta de 3 387 toneladas e media 110,90 metros de comprimento por 11,60 metros de boca. Para além de estar equipado com 1 máquina a vapor de 480 hp, o «Roumania» arvorava 2 mastros, que usavam pano redondo (à vante) e latino. Este navio da carreira da Índia teve vida curta, já que se perdeu -devido (ao que se disse) a erros humanos e às deploráveis condições de tempo- na costa portuguesa em 1882. A fatal ocorrência teve lugar na noite de 27 para 28 de Outubro, no sítio do Gronho, junto à Foz do Arelho. No desastre pereceram 122 tripulantes e passageiros, só se tendo salvado 9 das pessoas que se encontravam a bordo. A maioria dos passageiros deste vapor (registado na capitania do porto de Liverpool) era constituída por militares e por agentes administrativos ingleses, destacados naquela (ou para aquela) que foi considerada -ao tempo e na Ásia- a pérola do Império Britânico. Os restos deste navio de finais do século XIX foram recentemente achados e devidamente identificados por mergulhadores desportivos portugueses.

3 comentários: