terça-feira, 1 de setembro de 2009

«ERNESTINA»


Construído num estaleiro do estado de Massachusetts com o nome de «Effie M. Morrissey», este palhabote foi lançado à água no dia 1 de Fevereiro de 1894. Durante uma vintena de anos foi utilizado na pesca, até que, em 1914, foi vendido a um armador canadiano que o deixou inactivo até 1924. Nesse ano foi adaptado à navegação no Árctico, onde o seu patrão chegou a fazer, com ele, viagens de carácter científico. Consta no seu historial que esteve também, durante uns tempos, ao serviço do famoso Smithsonian Institute. Em 1947 o palhabote encontrava-se em Nova Iorque, quando deflagrou um incêndio a bordo, que lhe causou danos importantes. Rebocado para um porto do Connecticut, achou comprador na família Mendes, que o mandou restaurar e adaptar ao transporte de passageiros e mercadorias. Capitaneado por Henrique Mendes, membro da comunidade portuguesa da costa leste dos 'states', o veleiro fez, em 1948, a sua primeira viagem até às ilhas de Cabo Verde, levando a bordo um passageiro e 50 toneladas de carga diversa (essencialmente comida e roupas). Registado no arquipélago, o palhabote recebeu ali o nome de «Ernestina», em homenagem à filha de Henrique Mendes. Fez várias viagens entre Cabo Verde e os Estados Unidos, a São Tomé e a praticamente todas as ilhas creoulas. Levou os últimos emigrantes ilhéus para a América do norte em 1965. E ainda foi utilizado no tráfego entre ilhas até 1974, ano em que a sua habitual clientela o trocou por meios de transporte mais rápidos e mais confortáveis. Depois da independência de Cabo Verde o «Ernestina» voltou aos E.U.A. e fixou-se em New Bedford, a mais portuguesa de todas as cidades norte-americanas. Perante o interesse manifestado pelos imigrantes caboverdianos, que nutrem um grande carinho pelo navio, as autoridades da Praia lançaram uma subscrição para o reaverem e levar de volta para o arquipélado, onde o palhabote já goza do estatuto de património histórico. Curiosidade : o «Ernestina» está reproduzido numa cédula de 200 Escudos, emitida pelo Banco de Cabo Verde.

Sem comentários:

Publicar um comentário