domingo, 6 de setembro de 2009

«CAP TRAFALGAR»


Paquete alemão de 19 000 toneladas, pertencente à frota da companhia H.S.D.G.. Tinha capacidade e condições para receber 1 575 passageiros, distribuídos por três classes e destinava-se à linha da América do sul. Fez a sua viagem inaugural em Julho de 1914, entre Hamburgo (seu porto de registo) e Buenos Aires. Encontrava-se neste porto argentino quando a Grande Guerra rebentou na Europa. Prontamente requisitado pela autoridade militar, este navio (de 196 metros de comprimento por 22 metros de boca, podendo navegar à velocidade de 17 nós) foi armado com 2 canhões de 100 mm e com 4 outras peças de 37 mm e integrado no seio da marinha imperial com a categoria de cruzador-auxiliar. A 14 de Setembro de 1914 foi identificado e desafiado pelo seu congénere britânico «Carmania», quando se abastecia de carvão no arquipélago de Trindade e Martim Vaz, situado ao largo da costa do estado do Espírito Santo (Brasil). Aceitando o repto do navio inimigo, o «Cap Trafalgar» foi afundado, depois de ter sustentado com o «Carmania», um duelo de artilharia que durou uma hora. Nessa refrega morreram 16 membros da equipagem do improvisado navio de guerra alemão. O «Cap Trafalgar» teve, assim, uma das mais curtas existências da história da marinha germânica.

Sem comentários:

Publicar um comentário