terça-feira, 20 de julho de 2010

«ESPADARTE»


Encomendado em 1907, ainda nos tempos da monarquia, aos estaleiros navais de La Spezia (Itália), o «Espadarte» -submersível com 45 metros de comprimento- foi lançado à água em 1913 e entregue nesse mesmo ano à nossa Armada. Foi o primeiro submarino da marinha de guerra portuguesa. Deslocava 245 toneladas à superfície e 300 toneladas em imersão e, nessas configurações, podia navegar, respectivamente, às velocidades de 14 ou 8 nós. Tinha uma autonomia de 1 500 milhas náuticas e a sua guarnição compreendia 21 homens (oficiais, sargentos e praças). O seu armamento consistia em dois tubos lança-torpedos, municiados com quatro engenhos explosivos. O seu primeiro comandante foi o primeiro-tenente Joaquim de Almeida Henriques. O «Espadarte» formou (com o «Foca», um submersível já mais moderno) a 1ª Esquadrilha de Submarinos da Armada e ainda chegou a participar em missões durante a Grande Guerra. Foi desactivado em 1928.

Sem comentários:

Publicar um comentário