quarta-feira, 21 de julho de 2010

«CORTE REAL»


Fragata da Armada portuguesa (F 334), operacional entre 1957 e 1968. Era o antigo USS «McCoy Reynolds» (da classe ‘John C. Butler’) cedido à nossa marinha de guerra ao abrigo do Acordo de Defesa e Assitência Mútua (MDAP). O navio foi construído pelos estaleiros da Federal Shipbuilding Dry Dock, de Newark (Nova Jérsia), e lançado à água em 1944. Deslocava 2 100 toneladas (em plena carga) e media 93,30 metros de comprimento por 11,20 metros de boca. A sua velocidade máxima era de 24 nós e a autonomia do navio de 4 000 milhas em velocidade económica. Do seu armamento principal destacavam-se duas peças de 127 mm, 10 ‘Boffors’ de 40 mm duas calhas para cargas de profundidade e oito morteiros. A sua guarnição era constituída por 200 homens. A fragata «Corte Real» (a não confundir com um navio do mesmo nome ainda operacional) era gémea da «Diogo Cão», a cuja classe caseira pertencia. Participou em várias viagens ao Ultramar e ao Brasil. Recebeu a bordo, para instrução, cadetes da Escola Naval e da Reserva Naval. Participou em manobras de âmbito nacional e internacional. O navio foi abatido do efectivo da Armada em 11 de Novembro de 1968.

Sem comentários:

Publicar um comentário