sexta-feira, 23 de maio de 2014

«PERICLES»

'Clipper' de bandeira britânica com casco de aço e com 3 mastros aparelhados em galera. Foi construído em 1877 nos estaleiros de Walter Hood & Sons de Aberdeen, para uso da companhia marítima Aberdeen White Star Lines, sedeada na mesma cidade escocesa. O «Pericles» apresentava-se com uma arqueação bruta de 1 598 toneladas e com as seguintes dimensões : 79 metros de comprimento; 12 metros de boca; 7 metros de calado. Navio rapidíssimo, fez um brilharete aquando da sua viagem inaugural, ao ligar Londres a Sydney, na Autrália, em apenas 71 dias de navegação. Este veleiro especializou-se nas viagens para os antípodas, partindo da capital do império e fazendo uma escala em Plymouth. Levava, geralmente, emigrantes e produtos manufacturados na Inglaterra e trazia da Austrália lã e outras mercadorias locais. A sua mais memorável viagem realizou-a o «Pericles», no entanto, entre a Índia e as ilhas Fiji no ano de 1884. O veleiro embarcou no porto de partida 461 trabalhadores braçais indostânicos, que, durante a travessia foram alvo de um surto de cólera. 35 adoeceram gravemente e 20 deles morreram antes de chegarem ao seu destino. Este incidente obrigou o navio a escalar Sydney com a bandeira amarela içada e a permanecer vários dias em quarentena. Em 1904, o «Pericles» mudou de nacionalidade, já que foi vendido a um armador norueguês de Kristiansand; que, todavia, lhe conservou o nome original. Atenção que não teve um dos seus derradeiros proprietários, também ele escandinavo, que, em 1916, lhe deu novo denominativo, a saber : «Sjursjo». Em fim de carreira, este belíssimo 'clipper' foi vendido a um sucateiro, que o levou para Kiel (Alemanha), onde o navio foi desmantelado no ano de 1923.

Sem comentários:

Publicar um comentário