quarta-feira, 21 de maio de 2014

«ACADIA»

O «Acadia» foi construído em 1913 nos estaleiros navais da empresa Swan, Hunter & Wigham Richardson Ltd., de Newcastle-upon-Tyne (Inglaterra), por encomenda do governo canadiano. Foi um dos primeiros navios a integrar a recém-formada Armada Real do Canadá. Destinado à pesquisa oceanográfica, foi graças às suas missões de levantamento hidrográfico e outras, que se adquiriram conhecimentos preciosos sobre a natureza da costa oriental do Canadá, da baía de Hudson, do Árctico canadiano, se adquiriram conhecimentos aprofundados sobre os Grandes Bancos da Terra Nova (zona privilegiada da pesca do bacalhau) e sobre a zona marítima onde, um ano antes da construção do navio em apreço, desapareceu o malogrado «Titanic»; uma região do Atlântico norte, reputada pela aparição de neblinas repentinas e pelos seus perigosos icebergues. Primeiro navio construído de raiz para executar tarefas de carácter científico, o «Acadia» foi também o primeiro navio do seu país a ser equipado com TSF. Com o tempo, recebeu melhorias a nível de aparelhagem de ajuda à navegação e de detecção. Durante as duas guerras mundiais, funcionou como escoltador, patrulheiro e navio-escola, segundo as necessidades do momento. O «Acadia» operou durante 56 longos anos no seio dos Serviços Hidrográficos do seu país. Até que, em 1969, foi retirado do activo e levado para Bedford, onde permaneceu atracado durante 12 anos. Passado esse tempo, e por influência de muitos dos seus ex-marinheiros, que se ofereceram para cuidar dele, ajudando na sua manutenção (mas não só), o «Acadia» mudou-se para um cais do porto de Halifax (na província da Nova Escócia), onde hoje faz parte do espólio do Museu Marítimo do Atlântico.  É visitado, anualmente, por muitas centenas de pessoas; que conhecendo a sua história lhe votam um carinho muito especial. Com 846 toneladas de arquação bruta, este navio mede 51,80 metros de comprimento por 10,20 metros de boca. Foi equipado com 1 máquina vertical de tripla expansão (com uma potência de 1 750 cv) e com 1 hélice. Curiosidade : O «Acadia» foi um dos raros navios que sobreviveu à terrível explosão que -a 6 de Dezembro de 1917- abalou o porto de Halifax e que ali provocou prejuízos inauditos. Além de 2 000 mortos e 9 000 feridos.

Sem comentários:

Publicar um comentário