quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

«NJASSA»


Paquete alemão (a não confundir com o seu homófono português) construído em Hamburgo, em 1924, nos estaleiros da firma Blohm & Voss. Esteve em regime de aluguer na Hapag (desde o seu lançamento), sendo adquirido por esta grande companhia de navegação em 1926. Era um navio com 8 754 toneladas de arqueação bruta, medindo 132,13 metros de comprimento por 17,74 metros de boca. A sua máquina -com 3 400 cv de potência- imprimia-lhe uma velocidade de cruzeiro de 12 nós. Depois de ter sido inaugurado na linha de Nova Iorque, o «Njassa» foi colocado na rota de África, continente onde a Alemanha tinha colónias. O paquete foi vendido à DOAL (Linha Alemã da África Oriental) em 1936 e mobilizado pela ‘kriegsmarine’ no ano em que se iniciaram os combates da 2ª Guerra Mundial. Foi, essencialmente, utilizado (até ao fim do conflito) como aquartelamento de tropas da marinha. Em 1945 foi bombardeado no porto de Wilhelmshaven por aviões da coligação aliada e afundado. Depois do fim da guerra, o paquete foi reemergido e os seus despojos enviados para a sucata.

Sem comentários:

Publicar um comentário