domingo, 16 de janeiro de 2011

«ADVENTURE GALLEY»


Navio de 284 toneladas, armado com uns quarenta canhões. Tornou-se famoso por ter sido comandado pelo sinistro capitão Kidd, corsário e pirata escocês de fins do século XVII. O «Adventure Galley» foi, ao que parece, oferecido pela coroa inglesa a William Kidd (então residente na colónia de Nova Iorque), depois deste ter tomado e pilhado -por sua própria iniciativa- vários navios arvorando bandeiras de nações inimigas da Grã-Bretanha. Antigo e respeitado capitão mercante, Kidd acabou por tomar gosto pelo saque de navios, até ao ponto de confundir embarcações amigas e inimigas do seu soberano. O rendoso assalto (em fins de Janeiro de 1698) do navio «Quedagh Merchant», da Companhia Inglesa das Índias Orientais, colocou-o fora-da-lei, assim como a equipagem de 150 homens do «Adventure Galley»; que, entretanto, havia abandonado as águas do mar das Caraíbas para exercer a pirataria nas vastidões do oceano Índico. Além dos veleiros da acima referida companhia, Kidd atacou a navegação de outras nações europeias (de Portugal, nomeadamente), indianas de Malabar e árabo-muçulmanas. Impiedosamente perseguido pelas unidade da ‘Royal Navy’ e depois de ter sofrido vários desaires, William Kidd voltou às Américas, onde tentou negociar o seu perdão com os representantes do rei em Boston. Gorada essa negociação, o fora-da-lei foi preso em 6 de Julho de 1699 e entregue à justiça, com a acusação de assassínio e de actos de pirataria. Foi condenado à morte e enforcado em Londres no ano de 1701. O seu cadáver, depois de ter sido mergulhado numa substância betuminosa, esteve exposto em Tilbury Point, junto ao Tamisa, como aviso para todos aqueles que ousassem desafiar a justiça do rei. Quanto ao navio «Adventure Galley», esse foi queimado na baía de Santa Maria, em Madagáscar, onde ainda repousam os seus restos. A vida aventurosa do famigerado capitão Kidd serviu de tema literário a Edgar Allan Poe («O Escaravelho e Ouro») e a Robert Louis Stevenson («A Ilha do Tesouro»), além de ter inspirado vários cineastas.

Sem comentários:

Publicar um comentário