terça-feira, 4 de janeiro de 2011

«HANSEATIC»


Pequeno paquete de cruzeiros que é, ao que pretende o seu armador -a sociedade alemã Hapag-Lloyd- o único 5 estrelas do seu género. Este luxuoso navio apresenta as seguintes características físicas : 8 378 toneladas de arqueação bruta, 123 metros de comprimento por 18 metros de boca e 4,80 metros de calado. Está equipado com 2 máquinas diesel (desenvolvendo uma potência global de 2 940 kW), capazes de imprimir ao «Hanseatic» uma velocidade máxima de 18 nós. Foi construído, no início dos anos 90 (com o nome de «Society Adventurer»), nos estaleiros de Rauma, na Finlândia, por encomenda da sociedade de cruzeiros Discover Reederei. Que, devido a dificuldade financeiras, acabou por não poder adquiri-lo. O estaleiro finlandês vendeu o navio, em 1992, à Hanseatic Toursen (hoje integrada no grupo Hapag-Lloyd), que lhe deu o nome que ainda hoje conserva. Vocacionado para cruzeiros exóticos e longínquos (às regiões polares, à Amazónia, à Groenlândia, às ilhas do Pacífico, etc), este magnífico navio tem uma tripulação de 125 membros e pode acolher a bordo 184 passageiros em condições de conforto verdadeiramente excepcionais. Os seus endinheirados viajantes podem optar por camarotes com 22 m2 de área ou por ‘suites’ com o dobro dessa dimensão. Todos os utentes do «Hanseatic» beneficiam, porém, de um tratamento VIP, do qual até faz parte o serviço (24 h/24 h) de um mordomo. O navio oferece ainda tudo aquilo que pode assegurar o bem-estar a bordo : restaurantes, bares, salões (entre os quais há um de observação panorâmica), sala de conferências, piscinas, ginásio, sauna, hidromassagem, ‘fitness’, auditório, biblioteca, boutiques, cabeleireiro, lavandaria, etc. Como as viagens do «Hanseatic» privilegiam o chamado ‘turismo de aventura’, o navio transporta consigo 14 botes de borracha do tipo ‘Zodiac’ e peritos aptos a utilizá-los, que acompanham os passageiros mais afoitos, lhes dão informações sobre a geografia, fauna e flora das regiões visitadas, ao mesmo tempo que asseguram a sua protecção. Escusado será dizer, que um cruzeiro a bordo desde navio não está ao alcance de todas as bolsas.

Sem comentários:

Publicar um comentário