sábado, 17 de abril de 2010

«SPHINX»


Foi o primeiro navio militar francês (era uma corveta de rodas laterais) a utilizar o vapor no seu sistema de propulsão; que era misto, já que o «Sphinx» também utilizava, nos seus três mastros e quando necessário, cerca de 750 m2 de pano. Construído em Rochefort, segundo os planos do engenheiro naval M. Hubert, o navio foi lançado à água en 1829. Deslocava 777 toneladas e media 46,20 m de comprimento (ao nível da linha de navegação) por 8,15 m de boca. A sua máquina de 160 cv proporcionava-lhe uma velocidade de 7 nós. Estava armado com 11 peças de artilharia de dois calibres diferentes. O «Sphinx» juntou-se, em 1830, à esquadra do almirante Victor Guy Duperré que assediava Argel,. Efectuou várias vezes a travessia do Mediterrâneo, assegurando o serviço de correio entre as forças que empreendiam a conquista das costas barbarescas e o porto militar de Toulon. Foi ao «Sphinx» que, em 1833, se confiou a missão de rebocar o batelão que trouxe do Egipto o obelisco de Luxor (oferecido pelo sultão Mehemet Ali ao rei Carlos X), que hoje está erigido na praça da Concórdia, em Paris. Esta corveta perdeu-se por encalhe ocorrido nos recifes do cabo Matifou (na costa argelina) em 1845.

Sem comentários:

Publicar um comentário