segunda-feira, 5 de abril de 2010

«CONSTITUTION»


Quando a fragata «Constitution» foi lançada à água em 1797, depois de ter sido construída num estaleiro de Boston, era –com os seus 54 canhões- o mais poderoso navio que sulcava mares e oceanos. Medindo 53,30 m de comprimento por 13,30 m de boca, este vaso de guerra norte-americano deslocava 2 200 toneladas e estava equipado com 3 mastros, que sustentavam um impressionante sistema vélico com cerca de 4 000 m3 de pano . A sua guarnição compreendia 450 elementos (pessoal de navegação e homens de armas). Teve dois gémeos : as fragatas «President» e «United States». Distinguiu-se, no início do século XIX, na luta contra os corsários barbarescos e defrontou a poderosa ‘Royal Navy’ aquando da guerra de 1812; durante a qual demonstrou a sua superioridade sobre os navios da antiga potência colonial. Sob as ordens do comandante Isaac Hull, bateu-se vitoriosamente contra o HMS «Guerriere» e, pouco depois, quando já se encontrava às ordens do capitão William Bainbridge, levou de vencida o HMS «Java» num combate travado ao largo da costa brasileira. A «Constitution» teria sido desmantelada em 1830, se um movimento de patriotas não tivesse promovido uma acção junto do governo para a salvar e preservar. Restaurada, ainda participou em missões de polícia contra o tráfico negreiro. Acabou por ser desarmada em 1882. De novo reabilitada, entre 1992 e 1995, a ‘Old Ironsides’, como é popularmente designada, é, hoje, o navio-emblema da armada dos Estados Unidos, participando em manifestações de carácter histórico e recebendo anualmente a visita de muitos saudosistas da marinha à vela.

Sem comentários:

Publicar um comentário