segunda-feira, 5 de abril de 2010

«LA GLOIRE»


Lançada à água no dia 24 de Novembro de 1859 pelo arsenal de Toulon (França), «La Gloire» foi a primeira fragata couraçada do mundo. A sua protecção blindada (assegurada por chaparia de ferro forjado de 110/120 mm) envolvia todo o navio, que deslocava 5 630 toneladas e apresentava as seguintes dimensões : 77,80 m x 17 m x 8,40 m. A sua propulsão mista era assegurada por 1 máquina de dois cilindros, 8 caldeiras e 1 hélice de oito pás e por um aparelho eólico que compreendia 1 100 m2 de pano; esse dispositivo imprimia ao navio a velocidade máxima de 13 nós. Do seu armamento principal constavam, inicialmente, 36 canhões (de carregar pela boca) de 160 mm; peças que foram substituídas, após o restauro sofrido pela fragata em 1866, por artilharia mais moderna (com carregamento executado pela culatra) e reduzida a 8 canhões de 239 mm e 6 outros de 193 mm. A guarnição do navio ascendia a 570 homens. «La Gloire» -que tinha projecto do engenheiro naval Dupuy de Lôme- despertou (graças às inovações que introduzia na marinha de guerra e tornava obsoletos todos os navios construídos antes dela) a imensa curiosidade da esfera militar do seu tempo e provocou, na Europa, uma verdadeira corrida ao armamento naval. A Grã-Bretanha (a maior potência marítima da época), por exemplo, lançou-se, quase imediatamente, na construção de um navio similar para a sua própria armada : o HMS «Warrior». A fragata couraçada «La Gloire», que teve dois navios gémeos («l’Invincible» e «La Normandie»), foi abatida do serviço activo em 1879 e desmantelada quatro anos mais tarde. Uma instrutiva maqueta deste inovador navio está exposta no Museu de Marinha (Palácio de Chaillot) em Paris.

Sem comentários:

Publicar um comentário