quarta-feira, 14 de outubro de 2009

«SIMÓN BOLÍVAR»


Navio-escola da armada venezuelana. Foi construído em Espanha pelo estaleiro Celaya, de Erandio (país basco), e lançado à água no dia 21 de Novembro de 1979. Os seus três mastros estão aparelhados em barca. As suas principais missões consistem na formação dos futuros oficiais da armada bolivariana e na representação, sobretudo externa, do estado e do povo venezuelanos e dos seus valores. O «Simón Bolívar» desloca 1 248 toneladas e mede 82,40 metros de comprimento por 10,60 metros de boca. Além do seu velame, que perfaz 1 650 m2 de área, o navio está equipado com um motor auxiliar (diesel), que desenvolve 875 cv de potência. A sua tripulação normal é de 111 homens (oficiais, sargentos, praças e docentes), podendo receber, além desse efectivo, mais 84 cadetes. O «Simón Bolívar» -que tem como figura de proa o ‘Mascaron de la Libertad’, concebido e realizado pelo artista Manuel Felipe Rincón- já visitou dezenas de portos (nacionais e estrangeiros) no decorrer das suas viagens de instrução e/ou de cortesia.

Sem comentários:

Publicar um comentário