quarta-feira, 6 de setembro de 2017

«PRESIDENT WILSON»

Este paquete -que, inicialmente, içou o pavilhão da marinha mercante austro-húngara- foi construído em 1911 pelo Cantiere Navale Triestino (de Monfalcone) para a companhia Austro- American Line. Apresentava uma arqueação bruta de 12 567 toneladas e media 145,53 metros de comprimento por 18,35 metros de boca. Estava equipado com 2 máquinas a vapor (alimentadas a carvão) de origem britânica, acopladas a 2 hélices. que lhe facultavam uma velocidade máxima de 17 nós. Nessa sua primeira fase de vida, este navio podia receber a bprdo 125 passageiros de 1ª classe, 550 de segunda e 1 230 de 3ª classe. Fez a sua viagem inaugural em 1912, na rota Trieste-Buenos Aires. Ainda nesse ano (em Maio), passou a operar na linha Trieste-Nova Iorque, que fazia escalas em Patrasso, Palermo e Argel. Quando, em 1914, rebentou a Grande Guerra e a Áustria-Hungria tomou partido pela aliança dita dos Impérios Centrais, o «Kaiser Franz Josef» recolheu ao porto de registo -Trieste- onde permaneceu até ao fim do conflito. Após a derrota da Alemanha e aliados, em 1918, o navio foi entregue (como presa de guerra) à Itália, que lhe deu o novo nome de «President Wilson» e o integrou na frota da Consulich Line. A sua primeira viagem com bandeira tricolor (verde, branca e rubra) fez-se de de Génova a Nova Iorque (com escala em Marseilha) e com tropas norte-americanas de regresso à sua pátria. Viagens com o mesmo destino ocorreram até 1925, ano em que o navio entrou no estaleiro para um restauro completo; durante o qual os seus ultrapassados propulsores foram trocados por máquinas a gasóleo. Durante o ano de 1929 fez a sua derradeira viagem com as cores do seu armador, no percurso (de ida e volta) Trieste-Nápoles-Nova Iorque-Boston. Depois teve vida atribulada, já que operou (entre 1930-1936) no seio da frota do Lloyd Triestino, com o nome de «Gange» e foi colocado numa linha que servia o Extremo-Oriente, via canal de Suez. Em 1936 passou para as mãos da Società Adriatica di Navigazione di Trieste, passando a ligar este porto ao de Alexandria, no Egipto, já com o nome de «Marco Polo». Sequestrado pelas tropas alemãs estacionadas em Itália, depois do golpe de 1943, o navio foi afundado pelos nazis (a 12 de Maio do ano seguinte) diante do porto de La Spezia, de modo a dificultar as operações dos Aliados. Em 1949 foi reemergido e, no ano seguinte, enviado para a sucata.

Sem comentários:

Publicar um comentário