sexta-feira, 15 de setembro de 2017

«ARMAND BÉHIC»

Paquete de bandeira francesa, pertencente à frota da companhia Messageries Maritimes, com navios registados em Marselha. Foi construído. em 1891, pelos estaleiros navais de La Ciotat. Destinado a assegurar a ligação Europa meridional-Austrália e Nova Caledónia, via Suez, este navio prolongou, mais tarde, as suas carreiras até aos portos do Extremo-Oriente. De médio porte, o «Armand Béhic» (nome de um político da época), tinha capacidade para receber 586 passageiro; 172 dos quais em 1ª classe. Media 152 metros de comprimento por 15,60 metros de boca. O seu sistema propulsivo (a vapor) autorizava-lhe uma velocidade máxima de 17,5 nós. Requisitado pela autoridade militar, aquando do conflito generalizado de 1914-1918, este paquete fez viagens entre o porto de guerra de Toulon e a frente do Levante, para onde transportou várias unidades, que haveriam de lutar na batalha dos Dardanelos. Tendo regressado à sua actividade normal de tempo de paz, o «Armand Béhic»  navegou até 1924, perfazendo 33 anos de vida activa. E, em Outubro desse ano, foi enviado para a sucata e desmantelado. Curiosidade : Este paquete teve a ocasião de servir de transporte, durante a sua longa carreira, a algumas figuras ilustres. Entre elas figuraram o pintor Paul Gauguin (que, em 1893, nele viajou de Sidney para Marselha) e, em 1900, acolheu a bordo Jean-Baptiste Marchand -o chamado 'Herói de Fachoda'- que embarcou para a China, onde foi assumir um cargo de comando no exército francês implicado na guerra dos Boxers.

Sem comentários:

Publicar um comentário