sexta-feira, 15 de setembro de 2017

«MAGNETIC»

Navio de transbordo de passageiros, que serviu, no porto de Liverpool, vários paquetes da companhia White Star Line. Foi construído nos estaleiros Harland & Wolff, de Belfast, e lançado à água no ano de 1891. Apresentava 619 toneladas de arqueação bruta e media 52 metros de comprimento por 9,80 metros de boca. Era propulsionado por uma máquina a vapor de tripla expansão, acoplada a 2 hélices, que lhe facultava uma velocidade de 13,5 nós. Podia receber 1 200 passageiros. A sua função consistia em ir levar e buscar aos paquetes da sua companhia -fundeados ao largo- os viajantes e bagagens de pequeno porte, das travessias longínquas. Essa actividade coincidiu com a entrada em serviço dos transatlânticos «Teutonic» e «Majestic». Foi a primeira unidade da supracitada armadora a ver a sua máquina a carvão substituída por 1 engenho a gasóleo. Em 1932, este pequeno navio foi vendido a uma outra sociedade do Reino Unido -a Alexamder Towing Company- que lhe deu novo nome : «Ryde»; passando então a cumular com a sua antiga actividade no porto de Liverpool as funções de rebocador e de barco de turismo costeiro, no norte do País de Gales. A sua coroa de glória foi ter acompanhado (quando ainda de encontrava ao serviço do seu primeiro armador) o «Teutonic» na afamada revista naval de Spithead de 1897, por ocasião do jubileu da rainha Vitória. Dado como obsoleto, em 1935, este navio foi encaminhado para um estaleiro especializado de Glásgua, onde se procedeu à sua demolição.

Sem comentários:

Publicar um comentário