domingo, 17 de setembro de 2017

«FÜRST BISMARCK»

Cruzador-couraçado da marinha imperial alemã. Foi construído no Kaiserliche Werft, de Kiel, que o lançou à água no dia 27 de Setembro de 1897. A não confundir com outros navios germânicos que usaram o mesmo nome. o «Fürst Bismarck» deslocava 11 461 toneladas (em plena carga) e media 127 metros de comprimento por 20,40 metros de boca por 7,80 metros de calado. O seu sistema propulsivo (máquinas a vapor de tripla expansão acopladas a 3 hélices) potenciavam 13 500 hp, força que permitia a este navio dispor de uma velocidade máxima de 18,7 nós e de um raio de acção (com andamento controlado) de 4 560 milhas náuticas. Este cruzador estava razoavelmente blindado (20 cm na cinta e torres de artilharia) e poderosamente armado com 4 canhões de 240 mm, 12 de 150 mm, 10 de 88 mm e com 6 tubos lança-torpedos de 450 mm. Da sua guarnição faziam parte 585 sargentos e praças e 36 oficiais. Foi inicialmente chamado «Ersatz Leipzig», mas rapidamente mudou de nome. Destinava-se a operar no ultramar, mais precisamente a assegurar a defesa dos territórios alemães da Ásia-Pacífico. Esteve nessa região do mundo entre 1900 e 1909, onde, na China, fez parte do contingente militar alemão que participou na guerra dos Boxers. De regresso a Kiel, em Junho desse mesmo ano de 1909, entrou na doca seca do respectivo arsenal, para sofrer trabalhos de modernização. Obras que foram dadas como concluídas em 1914, pouco tempo antes de ter rebentado a Grande Guerra. Mas, tecnologicamente ultrapassado, o «Fürst Bismarck» foi impedido de integrar a linha da frente, passando a cumprir missões secundárias, tais como a defesa costeira, a instrução de marinheiros e a servir como navio-quartel de marinheiros. Depois da derrota da Alemanha e da assinatura do Armistício, este cruzador-blindado de finais do século XIX, foi dado como desnecessário e mandado para a sucata. Foi desmantelado em 1919.

Sem comentários:

Publicar um comentário