domingo, 9 de julho de 2017

«HAVHINGSTEN FRA GLENDALOUGH»


Este navio -lançado ao mar em 2004 e cujo nome significa, na nossa língua, 'garanhão marinho de Glendalough'- é a réplica (à escala 1/1) de um drakkar Viking achado, em 1972, no fiorde de Roskilde e conhecido , no Museu dos Navios Vikings dessa localidade dinamarquesa, onde está exposto, pelo nome de «Skuldelev 2»; que data, segundo os peritos, do ano de 1042 da era cristã. A réplica foi construída na Dinamarca, segundo os métodos usados na Idade Média e com materiais não muito diferentes dos utilizados nessa recuada época. Considerado muito próximo do original que lhe serviu de modelo, este drakkar (navio de guerra dos antigos escandinavos) desloca 9,6 toneladas e mede 29,26 metros de comprimento por 3,80 metros de boca. O seu calado é inferior a 1 metro. Dispõe, naturalmente, de um único mastro (que culmina a 14 metros) , que está equipado com uma vela com 112 m2 de superfície., Está, igualmente, equipado com vários remos, que são accionados por alguns dos 60 homens que o navio pode receber a bordo. Quando não está fundeado no seu porto de abrigo (Roskilde), esta cópia de embarcação antiga é usada por cientistas (estudiosos dos Vikings e dos seus navios) e/ou navega nos fiordes locais em cruzeiros de formação para jovens e menos jovens. Já visitou todos os países da Escandinávia e regiões limítrofes e, em 2007, empreendeu uma expedição até Dublin (na actual República da Irlanda), onde despertou grande curiosidade.

Sem comentários:

Publicar um comentário