sábado, 31 de março de 2018

«FREDERIK VIII»


O transatlântico dinamarquês «Frederik VIII» usou a bandeira do armador Scandinavian America Line, de 1913, ano do seu lançamento à água pelo estaleiro AG Vulkan, de Stettin (então na Alemanha), até Novembro de 1936, quando foi vendido (como sucata) à empresa The Hughes Bolckow Shipbreaking & Cº., que procedeu ao seu desmantelamento em Blyth. Durante a sua viagem inaugural, ocorrida em 1914, entre Kristiania (a actual Oslo) e Nova Iorque, este navio fez uma inesperada escala técnica no porto de Ponta Delgada. Manteve-se na linha Europa-América do norte até 1918. Mas, nesse ano (em Novembro), foi afretado pelo governo de Londres para evacuar 7 500 prisioneiros de guerra britânicos da Alemanha para o seu país de origem. Para o efeito, este navio executou cinco rotações entre diferentes portos germânicos e Hull. Em 1919 voltou à sua carreira inicial. E, em 1920, o «Frederik VIII» foi um dos primeiros navios mercantes a ser equipado com giro-compasso, piloto automático e outros modernos equipamentos de ajuda à navegação. Em 1924 fez duas viagens especiais de Copenhague para Londres; com visitantes para a grande Exposição do 'Commonwealth'. Entre esse ano e 1932, este navio começou também a fazer escalas (ocasionais) no porto canadiano de Halifax. Ainda nesse ano de 1924, em 23 de Agosto, este paquete entrou em colisão com o navio britânico «Royal Fusilier», sofrendo avarias ligeiras. Incidente que não o impediu de realizar o seu primeiro cruzeiro turístico ao Mediterrâneo, com uma escala em Lisboa. Em 1925 e 1929 sofreu trabalhos de modernização dos seus camarotes. No dia 21 de Novembro de 1930, o navio em apreço chocou acidentalmente -à saída de Copenhague- com uns rochedos submersos e sofreu uns rombos no casco. Não houve vítimas a bordo, mas o paquete teve de regressar à capital dinamarquesa para reparar as avarias causadas. Em Novembro de 1935, este veterano das viagens transatlânticas efectuou a sua derradeira visita à América do norte. Tinha 42 anos de actividade e uma longa vida de bons serviços prestados ao seu armador e aos passageiros que transportou. Características principais do «Frederik VIII» : 11 850 toneladas de arqueação bruta; 160 metros de comprimento por 19 metros de boca; 17 nós de velocidade máxima; 245 membros de tripulação; capacidade para mais de 1 100 passageiros, na sua configuração inicial.

Sem comentários:

Publicar um comentário