terça-feira, 20 de março de 2018

«IURI DOLGORUKI»

Este submarino nuclear da armada russa é o primeiro navio do Projecto 955 (classe 'Borei' no código NATO). O programa de construção de 8 unidades iniciou-se com a realização do «Iuri Dolgoruki»; que foi lançado à água pelos estaleiros Sevmash, de Severodvinsk em 2008. Este navio -que entrou em serviço operacional no mês de Janeiro de 2013, desloca 24 000 toneladas em configuração de mergulho e em plena carga e mede 170 metros de comprimento por 13,50 metros de boca. A sua propulsão é assegurada por 1 reactor do tipo OK-650, por 1 turbina a vapor e por 1 hélice. A sua velocidade de cruzeiro será da ordem dos 25 nós. Está dotado com 16 mísseis intercontinentais R-30 'Bulava' (sua arma principal), com 6 mísseis de cruzeiro SS-N-15 e com 6 tubos lança-torpedos de 533 mm. Refira-se que cada um dos 'Bulava' dispõe de 10 ogivas de trajectórias independentes, o que lhe confere um extraordinário poder de destruição. A equipagem do «Iuri Dolgoruki» -que pertence à chamada Frota do Norte- é constituída por 130 homens, oficiais incluídos. Um dos grandes trunfos dos navios da classe 'Borei' é, segundo os especialistas, a sua excepcional furtividade. Diz-se, igualmente, que os sonares de bordo deste submarinos e dos outros navios da mesma classe são dos mais sofisticados; capazes de detectar navios num raio superior de 50% ao de todos os seus rivais; russos ou estrangeiros. Pelo menos 4 navios da classe 'Borei' já se encontram ao serviço das armadas russas do Norte e do Pacífico : o navio aqui em apreço e os «Alexandr Nevski», «Vladimir Monomach» e «Printz Vladimir».

Sem comentários:

Publicar um comentário