sábado, 4 de fevereiro de 2017

«U-707»

Submarino alemão do tipo VIIC, lançado à água -em 18 de Dezembro de 1941- pelos estaleiros navais HC Stülken Sohn, de Hamburgo. A integração plena deste navio nas listas da armada germânica, tornou-se oficial em meados do ano seguinte, tendo o «U-707» passado, sucessivamente, pelas flotilhas 8 e 7. O seu único comandante operacional foi o 1º tenente Günter Gretschel. Como todos os submarinos da sua classe, o «U-707» deslocava 871 toneladas em imersão e media 67,10 metros de comprimento por 6,18 metros de boca. A sua propulsão era assegurada por motores diesel/eléctricos, que lhe asseguravam a velocidade máxima de 17,7 nós à superfície e 7,6 nós em configuração de mergulho. Com andamento reduzido, podia dispor de uma autonomia de 8 500 milhas náuticas. A sua profundidade limite situava-se nos 220 metros. Estava equipado com 5 tubos lança-torpedos municiados com 14 engenhos e, no convés, com 1 canhão de 88 mm e com 1 peça AA de 20 mm. A sua guarnição podia variar entre 44 e 52 homens. Operou essencialmente no Atlântico (aquando da Segunda Guerra Mundial), onde -durante a sua curta vida operacional- afundou 2 navios mercantes dos Aliados : o «Jonathan Sturges» (norte-americano) e o «North Britain» (com pavilhão do Reino Unido). O «U-707» foi destruído no dia 9 de Novembro de 1943, no decorrer da sua quarta missão, por um avião britânico estacionado na base das Lages, ilha Terceira. Foi o primeiro submersível germânico a ser afundado por uma aeronave inglesa a operar nos Açores, depois das facilidades concedidas por Salazar (pouco tempo antes) às forças militares dos Aliados. No soçobro do «U-707» pereceu toda a sua equipagem, quer dizer 51 homens. A imagem mostra um navio do tipo VIIC.

Sem comentários:

Publicar um comentário