terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

«MARCHIONESS OF QUEENSBURY»/«MARQUESS OF QUEENSBURY»

Navio com um passado algo enigmático. A começar pelo nome de baptismo, que uns dizem ter sido «Marquesa de Queensbury» e outros «Marquês de Queensbury». Quanto aos correios da Jamaica, que lhe consagraram um selo em 1974 (ver ilustração anexada), esses optaram por lhe chamar, muito simplesmente, «Queensbury». A viagem inaugural deste navio inglês levou-o de Falmouth até Lisboa -capital do Reino de Portugal- e regresso ao porto de origem. Durou de 25 de Junho de 1814 até 26 de Julho desse mesmo ano. Era um navio especializado no transporte de passageiros, carga diversa e correio. Foi construído num não-identificado estaleiro de Inglaterra  por encomenda de um certo capitão Hannah, sob cujas ordens navegou alguns anos. Sabe-se que se fez de viagem regularmente para as Américas (continental e insular), tocando portos como os de Nova Iorque, Halifax, Tampico, Vera Cruz, Havana  e outros, das Caraíbas, como por exemplo e nomeadamente da Jamaica; para onde assegurou o serviço oficial do correio. Também foi visto no Brasil, em portos do sul de Espanha e de outras zonas do Mediterrâneo, do estreito até à Grécia. Foi, ulteriormente, vendido, quando já era capitaneado pelo tenente Swain, deixando a sua actividade comercial para integrar o serviço policial de fronteiras de Gibraltar. Parece ter terminado (em data incerta) como batelão de transporte e armazenamento de carvão. Outras coisas sobre este navio que escapam ao nosso conhecimento são as suas principais características físicas, tais como a tonelagem e as dimensões apresentadas. Mas aqui fica um pouco do que se sabe sobre este misterioso e belíssimo veleiro...

1 comentário:

  1. If you want your ex-girlfriend or ex-boyfriend to come crawling back to you on their knees (even if they're dating somebody else now) you must watch this video
    right away...

    (VIDEO) Get your ex CRAWLING back to you...?

    ResponderEliminar