sexta-feira, 23 de junho de 2017

«KONING DER NEDERLANDEN»

Couraçado da armada neerlandesa construído em finais do século XIX (1877) no estaleiro Rijkswerf de Amesterdão. Era um navio com um deslocamento de 5 400 toneladas, medindo 81,80 metros de longitude por 15,20 metros de boca. O seu calado atingia (em plena carga) os 6 metros. O seu sistema propulsivo (2 máquinas a vapor e 7 caldeiras) desenvolvia um potência de 4 630 cv, força que lhe permitia atingir uma velocidade de 12 nós. Podia carregar 630 toneladas de carvão e a sua autonomia ficava dependente do consumo (mais ou menos pródigo) desse combustível sólido. A sua cinta estava blindada com chaparia de 150/200 mm e nos pontos mais sensíveis a sua couraça podia exceder os 300 mm de espessura. Do seu armamento inicial constavam 4 canhões de 280 mm, 2 peças de 120 mm e um canhão-revólver de 37 mm. O «Koning der Nederlanden», que aquando da sua integração na marinha de guerra batava, era o seu maior navio, tinha uma guarnição de 256 homens, incluindo oficiais. Em finais do século, já completamente ultrapassada, esta unidade passou a exercer funções de navio-quartel e foi enviada para Surabaia, na actual Indonésia, então colónia dos Países-Baixos. O antiquado navio sobreviveu até 1942, até ao momento em que se travou a batalha de Java, e foi afundado pelo sua própria equipagem, para que não caísse nas mãos do invasor japonês. A imagem anexada mostra o navio em apreço no início da sua vida activa. E ainda apresentando os seus 3 mastros de origem mais o respectivo velame.

Sem comentários:

Publicar um comentário