domingo, 31 de janeiro de 2010

«MARQUESA»


Galé do tipo ‘sottil’ pertencente à frota de Nápoles. A sua propulsão era assegurada por 165 remeiros e por dois panos latinos. Fez parte do corpo de esquadra, que -sob o superior comando de D. Álvaro de Bazán- defrontou os turcos na batalha de Lepanto, ocorrida ao largo das costas gregas em 7 de Outubro de 1571. Investida pelos otomanos durante esse mortífero confronto vencido pela Santa Liga, a «Marquesa» sofreu danos e numerosas baixas, já que da sua guarnição só escaparam 12 homens com vida. Entre esses bravos combatentes encontrava-se Miguel de Cervantes, soldado raso de 24 anos de idade, que apresentava dois graves ferimentos : um no peito e outro na mão esquerda; que, como disse o ilustre escritor «perdeu o seu movimento, para grande glória da direita». Pouco mais se sabe sobre o navio em questão, mas o facto de ter acolhido o futuro autor de «Dom Quixote», bastou para que o nome da «Marquesa» perdurasse na memória dos homens. Até ao fim dos tempos.

Sem comentários:

Publicar um comentário